Capa

Capa

terça-feira, 11 de junho de 2013

PAC 2 concluiu até abril 54,9% das obras previstas até 2014

Investimentos do programa, segundo o governo, atingiram R$ 557,4 bilhões, o que representa 56,3% do total previsto até 2014

Os investimentos da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) atingiram 56,3% do total previsto até 2014, o que representa R$ 557,4 bilhões em ações de infraestrutura logística, social e urbana até abril deste ano, segundo informou o Ministério do Planejamento, nesta segunda-feira (10), ao apresentar o sétimo balanço do PAC 2.

Do total executado até abril, R$ 178,8 bilhões foram destinados a financiamento habitacional. As empresas estatais executaram R$ 152,2 bilhões, o setor privado, R$ 113,9 bilhões e o Minha Casa Minha Vida, R$ 46,3 bilhões.

As ações concluídas também até abril de 2013 chegaram a 54,9% do total previsto até 2014. O valor das obras finalizadas é de R$ 388,7 bilhões. Segundo o Ministério do Planejamento, o resultado é 18,4% superior ao do último balanço, cujo valor divulgado foi de R$ 328,2 bilhões.

O valor pago com recursos do Orçamento, em 2013, foi de R$ 18,7 bilhões até 6 de junho. Segundo o governo, esse montante é 19% superior ao do mesmo período do ano passado. Já os recursos empenhados subiram de R$ 16,3 bilhões nos quatro primeiros meses do ano passado para R$ 19,3 bilhões em igual período de 2013, aumento de 18%.

Mobilidade urbana

Desde o início do ano, a segunda edição do PAC selecionou 63 novos empreendimentos na área de mobilidade urbana. Com essas novas obras e uma previsão de R$ 8 bilhões em investimentos, a expectativa é beneficiar 59 municípios com população entre 250 mil e 700 mil habitantes.

O governo já previa R$ 52 bilhões a serem investidos na construção de metrôs, monotrilhos, automóveis, trens urbanos, veículos leves sobre trilhos (VLTs), BRT (sigla em inglês para trânsito rápido de ônibus) e corredores de ônibus.

Há atualmente no país, 15 obras de BRTs em andamento, 13 de corredores de ônibus, quatro metrôs, dois monotrilhos, um trem urbano e dois VLTs, que beneficiarão capitais e grandes cidades brasileiras como Belo Horizonte, Belém, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Foram concluídas as obras de modernização da Linha Oeste do metrô de Fortaleza; o trem Calçada Paripe, em Salvador; e as estações Santo Afonso e Rio dos Sinos, que ligam por meio de trens urbanos os municípios de São Leopoldo e Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul.

O sétimo balanço do PAC acrescenta que estão sendo investidos R$ 1,5 bilhão em pavimentação e melhoria de vias. Desse total, 86% já se encontram em fase de execução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário