Capa

Capa

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Após 'breve namoro', Timão volta a se interessar por Alexandre Pato


Timão sonha com atacante e aposta em recuperação da carreira dele como estratégia para convencer o Milan a emprestá-lo por até um ano
As declarações de Alexandre pato de que pode deixar o Milan tiveram reflexo no Corinthians. Depois de flertar com ele na metade da temporada, o Timão volta a usar sua "estratégia de sedução" para tentar finalmente contratá-lo. Grandes investimentos estão descartados, mas o clube aposta que pode vencer a disputa com outra arma: a recuperação da carreira do atacante.
Com a filosofia do presidente Mário Gobbi Filho de não gastar em demasia com contratações, a cúpula do departamento de futebol abriu as portas do CT Joaquim Grava para Pato. A intenção é que ele fique de seis meses a um ano no Brasil por empréstimo para se recuperar fisicamente das inúmeras lesões, voltar a jogar com frequência e, claro, retomar o prestígio de quem surgiu no Internacional como um novo fenômeno do futebol.
Até o técnico Tite já fez campanha para o acerto. Em maio, ainda durante disputa da Libertadores, o treinador chegou a falar com Pato pelo telefone sobre as intenções do clube paulista e mostrar que retornar ao Brasil neste momento poderia ser decisivo para colocá-lo na Copa do Mundo de 2014. Comandante e jogador têm as carreiras agenciadas pelo mesmo empresário, o gaúcho Gilmar Veloz, ponto que pode favorecer o entendimento. 
Por enquanto, os corintianos vivem dias de espera até que o atacante entre em acordo com o Milan sobre o futuro. Reserva e pouco motivado para seguir em Milão, Pato aprovou a ideia de atuar pelo Timão, principalmente pelo momento vivido pelo clube, atual campeão da Libertadores e representante da América do Sul no Mundial de Clubes, em dezembro, no Japão.
O maior adversário é a concorrência que pode surgir nas próximas semanas. Apesar de estar em baixa, Pato possui mercado na Europa por ter apenas 23 anos. Em janeiro, o Milan recusou uma proposta de R$ 70 milhões (€ 28 milhões) do Paris-Saint Germain. Caso a saída seja acertada, o clube, que atravessa uma crise, dará preferência a negociações em definitivo.
O departamento de marketing do Corinthians, aliás, sonha com um reforço de peso para tentar alavancar as receitas com publicidade, como aconteceu na era Ronaldo. Adriano, o segundo “galáctico” contratado, só trouxe problemas e impediu qualquer avanço na área.
No início da semana, o vice-presidente Luis Paulo Rosenberg não descartou a possibilidade de um clube contratar um grande nome para 2013. Segundo ele, a direção aguarda apenas um pedido do técnico Tite para que o marketing tente viabilizar uma ajuda ao futebol.
Enquanto sonham com Pato para disputar vaga com o peruano Paolo Guerrero, os corintianos negociam em outras frentes. O meia Renato Augusto, do Bayer Leverkusen, e o zagueiro Gil, do Valenciennes, da França, são os mais cotados a desembarcar no clube assim que a delegação retornar do Mundial.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário