Capa

Capa

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Oliveira aposta em genialidade de um Felipe firme em seu 'habitat natural'

Jogador terá contra o Internacional, nesta quarta, uma sequência inédita de três partidas como titular do meio-campo neste Campeonato Brasileiro 

Fellipe Bastos, Dedé e Felipe, Treino do Vasco (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)Felipe vibra em treino com Fellipe Bastos e Dedé:
liberdade para criar e orientar companheiros
(Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)
Quando Marcelo Oliveira assumiu o comando do Vasco, há pouco mais de um mês, Felipe vivia um momento de baixa. Preterido pelo até então treinador Cristóvão Borges, o ídolo não escondia a insatisfação com o fato de, em sua opinião, ser mal aproveitado no time. Mas esta quarta-feira marca um novo momento. Contra o Internacional, o jogador de 35 anos fará a terceira partida consecutiva como titular do meio-campo, algo inédito neste Campeonato Brasileiro.
O fato aponta para a reafirmação de Felipe no Vasco. Ele foi titular em cinco partidas seguidas no início do primeiro turno (contra Náutico, Bahia, Palmeiras, Cruzeiro e Ponte Preta). Mas em todas atuou improvisadamente como lateral-esquerdo e deixou clara sua contrariedade. Mas, com Marcelo Oliveira, o jogador se consolidou na função de maestro - como é chamado pelos torcedores -, municiando os atacantes. É exatamente isso que o treinador deseja.
- Do Felipe eu espero uma jogada genial, uma enfiada de bola que resulte num gol do Vasco. Criei uma linha de quatro defensores mais constante exatamente para que ele, pela esquerda, possa ir à frente com mais liberdade - explicou o comandante vascaíno.
Pouco depois da troca de técnicos no Vasco, Felipe se dirigiu a Marcelo Oliveira e mostrou vontade de atuar como segundo homem de meio-campo. Mas com seu jeito mineiro e muitas conversas, o treinador conseguiu mostrar ao veterano a sua utilidade como criador de jogadas ofensivas.
- Para o Felipe, o mais importante é não receber a bola de costas para o gol. No meu time ele é o armador, aquele que faz lançamentos e também o jogador que, por características próprias, tem a função de orientar os mais jovens nas partidas.
Além de Juninho, Marcelo Oliveira conta com Felipe como sua voz dentro de campo. Antes visivelmente apático na fase das poucas oportunidades, o meia atualmente se mostra ativo nos treinamentos e com a garganta tão em forma quanto o pé esquerdo.
Vasco 7 ultimas rodadas (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com)
- Eu estimulo essa interação com os jogadores, quero que eles falem comigo e entre si dentro de campo. Vejo que, à exceção de alguns atletas, o Vasco ainda é discreto em relação a isso. A convicção é minha, mas gosto de trocar ideias para que todos rendam o máximo. No dia a dia, o Felipe se mostra muito interessado - destacou o técnico.
Felipe soma 20 partidas neste Campeonato Brasileiro, sendo que 14 como titular, e dois gols marcados. Com quatro assistências, ele é o segundo jogador da equipe que deu mais passes para gols, ficando atrás apenas de Juninho, que tem sete. Números razoáveis que podem melhorar.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário