Capa

Capa

sábado, 23 de julho de 2011

Kajuru faz duras críticas ao CQC, após participar do programa

 Programa cortou críticas a Ricardo Teixeira, já que a Band é parceira da Globo nas Transmissões do Campeonato Brasileiro, e como a Globo tem rabo preso...


Uma decepção para os amantes do “Humor Inteligente” vem sendo o “Custe o Que Custar” da Band, o programa só exibe o que é favorável a eles, os truques da edição.
Além de alguns repórteres ou apresentadores abusarem das piadas as tornando preconceituosas, como foi o caso do humorista Rafinha Bastos que disparou “Toda mulher que eu vejo na rua reclamando que foi estuprada é feia pra “baralho”. Tá reclamando do quê? Deveria dar graças a Deus". E foi além, dizendo que o homem "que cometeu o ato merecia um abraço, e não cadeia". Completo absurdo o que o humorista disse, e está sendo investigado pelo Ministério Público e pode ir para a cadeia. Humoristas assim jogam aquele papinho de liberdade de expressão, mas é o tipo de coisa que não se deve brincar, mesmo que seja cômico.
O “CQC” tem um quadro chamado “Controle de Qualidade”, aonde a repórter Mônica Iozzi vai até Brasília testar os nossos representantes, com perguntas da atualidade, mas muitos deputados reclamam via Twitter ou assessoria de imprensa que o programa só exibe os erros deles, quando acertam a imagem não vai ao ar, exibindo só os pontos negativos da moçada sem serviço, aumentando mais a imagem de que político não presta, e que não existem mais políticos bons, o que não é verdade, existe ainda poucos que são sérios e comprometidos.
Mas agora quem resolveu criticar o “CQC” foi o “autentico” - como ele se refere a polêmico, Jorge Kajuru. Foi exibida na última terça o quadro “Resta Um” em que um convidado critica ou elogia personalidades da mídia, Jorge Kajuru como é de costume desceu a lenha em Ricardo Teixeira o sujo presidente da CBF, mas o CQC cortou 100% da crítica de Kajuru porque a Band é parceira da Globo nas transmissões das partidas do Campeonato Brasileiro, e a Globo é amiguinha e protetora de Ricardo Teixeira.
Isso causou revolta em Kajuru, que disparou “Acho engraçado ver um programa como o ‘CQC’, que reclama tanto em Brasília da falta de liberdade de expressão fazer exatamente isso comigo”. Além de cortarem as críticas à Teixeira, cortaram também as críticas à apresentadora Luciana Gimenez e ao governador de Goiás. “Cortaram 100% do que eu disse sobre o Teixeira, sobre a Luciana e sobre o Perillo” disse Kajuru.

Nenhum comentário:

Postar um comentário