Capa

Capa

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Jobson se envolve em nova polêmica e quase vai para delegacia


Policiais recebem denúncia de que jogador teria feito gestos ofensivos e mostrado órgão sexual a torcedores do Avai. Dirigente alvinegro nega

Desembarque Jobson BotafogoAnderson Barros garantiu que Jobson não fez gestos
ofensivos (Foto:Gustavo Rotstein/Globoesporte.com)
Com um histórico recheado de polêmicas, Jobson se envolveu em mais uma após o empate sem gols com o Avaí, neste domingo, na Ressacada. Quando já estavam no hotel após a partida, o atacante e a delegação do Botafogo foram procurados por policiais militares. Eles receberam uma denúncia de que o jogador teria feito gestos ofensivos e, inclusive, mostrado o órgão sexual para torcedores do time catarinense que cercaram o ônibus do clube na saída do estádio.
A confusão foi contornada, mas o supervisor do Botafogo, Anderson Barros, teve de seguir até uma delegacia de Florianópolis para prestar esclarecimentos ao delegado.
- Mostrei ao delegado que não houve nada. Justificamos e mostramos que (a denúncia) não tinha procedência. (Na saída da Ressacada) ficamos duas horas presos em um engarrafamento, com o ônibus parado e escoltado pela Polícia. Estava escuro. Em nenhum momento houve gesto ofensivo - garantiu o dirigente.
Chateado com a nova polêmica envolvendo um dos principais jogadores do Botafogo, Anderson Barros negou que o atacante tenha sido encaminhado pela Poícia Militar à delegacia e considerou que Jobson está sendo injustiçado.
- Em nenhum momento ele saiu do hotel. Mesmo em um dia que os jogadores foram liberados para irem ao casamento do Edno. É uma injustiça grande falarem isso de um garoto que já tem um histórico complicado.
Nesta segunda-feira, Jobson treinou normalmente com a equipe do Botafogo em Florianópolis e seguiu com a delegação para Fortaleza, onde o time enfrenta o Ceará, na próxima quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no Castelão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário