Capa

Capa

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Criação de empregos formais totaliza 204 mil em outubro


O valor não é recorde para outubro, ao contrário do que estimou ministro.
No ano, porém, empregos somam 2,4 milhões e batem recorde histórico.

Informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgadas nesta sexta-feira (19) pelo Ministério do Trabalho revelam que foram criados 204.804 empregos com carteira assinada no mês de outubro.
 O valor, porém, não é recorde histórico para meses de outubro, ao contrário do que havia estimado o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, no mês passado. Na ocasião, ele havia dito que outubro "provavelmente" registraria recorde para este mês.
Explicações
"[O fato de não ser recorde em outubro] é efeito do período do ano, quando diminui produção sucroalcooleira, e cai a contratação de toda a cadeia do setor. Também caiu um pouco alguns setores da indústria, por uma acomodação do setor. E, por conta do período eleitoral, quando são proibidas licitações públicas, recuou o emprego formal na construção civil", disse o ministro Lupi nesta sexta-feira.
Ele não quis fazer, porém, uma avaliação mais precisa sobre o mês de novembro. Disse apenas que a criação de empregos com carteira assinada deve ficar acima de 200 mil vagas neste mês, e acrescentou que o mês de dezembro, quando normalmente há mais demissões do que contratações, deve ter um fechamento de vagas inferior ao ano passado - quando as demissões somaram cerca de 400 mil postos de trabalho com carteira assinada.
Acumulado do ano
No acumulado de janeiro a outubro deste ano, segundo dados do Caged, foram abertas 2,4 milhões de vagas formais de trabalho, informou o Ministério do Trabalho. Com isso, o resultado dos dez primeiros meses deste ano representou novo recorde. A série histórica do Caged tem início em 1992. O recorde anterior foi registrado em 2008, quando, de janeiro a outubro, foram criadas 2,14 milhões de vagas.
Essa marca de 2,4 milhões de empregos com carteira assinada nunca foi atingida antes na história, nem mesmo para anos fechados. Em todo ano de 2007, que ainda é recorde para anos completos, foram abertos 1,61 milhão de postos formais de empregos. Vale lembrar que o número do acumulado deste ano ainda sofrerá alterações em novembro e dezembro. E que o último mês de cada ano é geralmente marcado por demissões.
Além de o emprego formal ter registrado recorde no período de janeiro a outubro deste ano, o valor de empregos com carteira assinada criados se aproximou do valor previsto para todo este ano. A estimativa do minsitro Lupi é de que sejam abertas 2,5 milhões de vagas em 2010, o que, se confirmado, representará novo recorde histórico para um ano fechado. "Vai passar de 2,5 milhões de vagas em 2010", disse ele nesta sexta-feira. Para 2011, ele prevê a abertura de 3 milhões de vagas formais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário