Capa

Capa

sábado, 9 de outubro de 2010

Los Hermanos empolga plateia em show correto e repleto de hits


Banda de Marcelo Camelo e Rodrigo Amarante era uma das mais aguardadas do primeiro 

Pontuais e com a banda mais redonda do que em sua última apresentação, há um ano e meio, o Los Hermanos subiu ao palco do Festival de Música SWU com parte da plateia já ganha. Atualmente dedicados a projetos individuais, Marcelo Camelo, Rodrigo Amarante, Bruno Medina e Rodrigo Barba ainda mantém uma legião de fãs saudosos que estavam ali com a banda e pela banda: não importa o que tocassem, os orfãos do grupo sairiam satisfeitos apenas com a possibilidade de tê-los reunidos outra vez.

Provavelmente por esse motivo, o vocalista Marcelo Camelo já subiu ao palco agradecendo ao público pela presença antes de qualquer coisa: "Prazer sem palavras estar aqui com vocês depois de tanto tempo. Vocês são demais, cara. Sempre foram", agradeceu o músico, antes de entorar os primeiros acordes de "Além Do Que Se Vê", sucesso do álbum "Ventura", de 2003. Na sequência, "Todo Carnaval Tem Seu Fim", hit do segundo disco da banda, "Bloco do Eu Sozinho", animou ainda mais a plateia.



Durante as 16 músicas do show, Camelo e Amarante se alternavam nos nos vocais. "Retrato Pra Iaiá", que tinha Amarante no comando, foi um dos pontos altos do show, junto de "O Vencedor", na voz de Camelo. Outros destaques foram "Cara Estranho" e "A Flor", que fechou a apresentação.

Brincalhões, Marcelo e Rodrigo passaram boa parte do show fazendo piada e sorrindo entre si, em um clima muito mais ameno e agradável do que na apresentação anterior do grupo, em 2009, onde todos pareciam meio entediados. "Vocês sabiam que fizeram uma votação para eleger a banda que o público mais queria ver no SWU e a gente ganhou?", fez piada Camelo logo no início da apresentação. Não menos espirituoso, Amarante falou que, se soubesse, "teria até cortado o cabelo".

Ao final do show, Rodrigo Amarante e Marcelo Camelo, emocionados, agradeceram inúmeras vezes pelo apoio da plateia. "Nós nos sentimos muito privilegiados de ter vocês como parceiros da nossa obra", agradeceu Camelo. Mais sucinto, mas com sorriso de orelha a orelha, Amarante não dizia nada além de infinitos "obrigado". De nada, pessoal, mas são os fãs que agradecem. Voltem sempre.

Um comentário:

  1. Oi...

    Estou construindo um blog com análise e interpretação das canções do HERMANOS, acho que vai gostar:

    http://decifrandoloshermanos.blogspot.com/

    Até...

    ResponderExcluir