quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Gusmão de olho na Sul-Americana: 'Não tem jeito, temos que secar'


Se algum time brasileiro vencer a competição, quarta vaga do Brasileirão para a Libertadores deixará de existir

PC Gusmão no treino VascoPC admite 'secar' brasileiros
Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo)
A decisão da Conmebol de dar a quarta vaga na Libertadores para o Brasil, desde que nenhum time nacional seja campeão da Sul-Americana, criou uma situação curiosa para as equipes que buscam esse último passaporte para a competição dentro do Brasileiro. Afinal, não basta ser o quarto melhor do torneio (fora Santos e Inter que já estão na Libertadores 2011), tem que torcer para que o caneco da Sul-Americana vá para outro país.
No Vasco, todos admitem que vão acompanhar atentamente os jogos da Sul-Americana e sabem que é inevitável não torcer contra as equipes brasileiras na competição.
- Acho difícil um brasileiro não ganhar a Sul-Americana porque o nível da competição está muito baixo. Mas enquanto houver esperança, vamos buscar. Não tem jeito, temos que secar – admitiu o técnico PC Gusmão.
Para o atacante Eder Luis, não é o momento de ficar fazendo contas. Segundo o atacante, o Vasco precisa primeiro vencer os seus jogos para depois pensar no que é preciso para chegar a Libertadores.
- Se algum brasileiro vencer a Sul-Americana, é porque merece. A gente espera que essa vaga esteja sempre ao nosso alcance e vamos brigar por isso sem ficar pensando nos outros.
Na Sul-Americana, o Brasil ainda tem quatro representantes: Palmeiras, Atlético-MG, Avaí e Goiás. Se algum deles conquistar a competição, o Brasileirão passará a dar apenas três vagas para a Libertadores. Porém, se nenhum dos quatro levantar o caneco, o torneio nacional volta a ter uma quarta vaga.
Nesse caso, os times que estão no meio da tabela ganham uma sobrevida na busca por um lugar na competição continental do ano que vem. Como Santos (campeão da Copa do Brasil) e Inter (atual detentor do título da Libertadores) já estão classificados, hoje quem estaria carimbando o passaporte seria o Atlético-PR, atual sexto colocado. Porém, os times que estão logo abaixo, como o Vasco, também têm chances. Por isso, é inevitável que na Colina se torça contra os brasileiros na Sul-Americana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário