quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Ex-prefeito de Raposos é flagrado novamente com crack, diz polícia


Segundo PM, político comprava 10 pedras da droga quando foi detido.
João Carlos da Aparecida foi afastado do cargo em julho.

O ex-prefeito de Raposos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, João Carlos da Aparecida, foi preso nesta quarta-feira (6) em um ponto de venda de drogas na cidade de Nova Lima, também na Região Metropolitana. De acordo com a Polícia Militar, João Carlos estava no local comprando 10 pedras de crack.
Durante um patrulhamento de rotina a PM abordou dois homens. Um estava com uma nota de R$ 100 e 10 pedras foram encontradas no local. O suspeito, que estava com o dinheiro, também foi preso.
Segundo a polícia, o ex-prefeito confessou que estava comprando a droga no momento da abordagem. Inicialmente, o João Carlos não havia sido reconhecido, mas um soldado o identificou.
A PM informou que a ocorrência será fechada e em seguida os dois suspeitos serão levados para a delegacia de Nova Lima. Na delegacia, os suspeitos prestam depoimento. Até às 19h, o G1 não havia conseguido contato com o ex-prefeito e nem com o advogado dele.
Reincidência
Ex-prefeito de Raposos, João Carlos da Aparecida, em delegacia quando foi detido com crack em BHEx-prefeito de Raposos, João Carlos da Aparecida,
em delegacia quando foi detido com crack em BH
(Foto: Arquivo/Reprodução TV Globo)
Em julho deste ano, João Carlos da Aparecida teve seu mandato cassado pela Câmara dos Vereadores de Raposos. O motivo do impeachment seria a quebra de decoro. Para os vereadores, ele estaria colocando em risco a administração do município, pelo fato de ser usuário de drogas.
Em outubro de 2009, o ex-prefeito foi preso em Belo Horizonte com três pedras de crack e um cachimbo para fumar a droga. Na época, ele declarou que era apenas usuário. No dia seguinte, a câmara de Raposos decidiu afastar o prefeito, para que ele fizesse um tratamento. Segundo os vereadores, ele reassumiu o cargo em janeiro de 2010 e em julho foi afastado definitivamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário