sábado, 2 de outubro de 2010

Dado Dolabella só terá que explicar ao juiz que a droga era dele, diz advogado

O advogado do ator Dado Dolabella, Michel Assef Filho, afirmou na manhã desta sexta-feira que seu cliente aguarda ser intimado para explicar ao juiz do Jecrim (Juizado Especial Criminal) que a maconha que transportava era para uso próprio.

"Ele será convocado a comparecer um dia numa audiência. E a pena em casos como esse é de admoestação (advertência leve), o que está dito na lei, ou seja, não tem punição", disse o advogado à Folha.

O delegado-adjunto da 14ª DP (Leblon), Alexandre Tiers, afirmou nesta quinta-feira (30) que o ator assumiu, em depoimento, que era sua a droga encontrada em seu carro. Por isso, Dolabella foi indiciado como usuário e o caso foi encaminhado ao Jecrim.

O ator deixou a delegacia do Leblon (zona sul) por volta das 21h de ontem. Ele havia sido detido à tarde, durante blitz da Polícia Militar, com 3,5 gramas de maconha.

Inicialmente, a tenente da PM Júlia Liers disse à imprensa que o ator afirmou desconhecer a existência da droga e sugeriu que, como costuma estacionar o carro em lugares públicos, alguém teria colocado a maconha ali.

"Isso é o que ela [policial] está dizendo. Ele assumiu que é dele durante depoimento na delegacia", disse o advogado do ator.

André Freitas e Rodrigo dos Anjos /AgNews
O ator Dado Dolabela (dir.) na delegacia após ser detido com maconha no Rio
O ator Dado Dolabela (dir.) na delegacia após ser detido com maconha no Rio

A maconha foi encontrada no veículo do artista, em um recipiente de vitamina C dentro da tampa do tanque de combustível do veículo. Outras duas pessoas estavam no carro e, de acordo com o ator, eles não sabiam da existência da droga.

No último dia 16, Dolabella teve sua carteira de habilitação apreendida em uma blitz, na Gávea, por se recusar a fazer o teste do bafômetro. O ator também foi multado em R$ 957 e teve que entrar com recurso no Detran para reaver a carteira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário