segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Aliados eleitos defendem votos de Marina como prioridade para Dilma

Parlamentares e governadores eleitos se reúnem com petista em Brasília.
Para eles, Marina Silva (PV) tem mais afinidades com Dilma que com Serra.

O governador reeleito de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), em BrasíliaO governador reeleito de Pernambuco, Eduardo
Campos (PSB), ao chegar ao encontro, em Brasília
(Foto: Iara Lemos/G1)

Candidatos eleitos e reeleitos que chegaram na tarde desta segunda (4) para uma reunião em Brasília convocada pela campanha de Dilma Rousseff destacaram a necessidade de a candidata do PT ter no segundo turno estratégias que permitam a conquista dos votos dos eleitores de Marina Silva (PV), terceira colocada na disputa presidencial com quase 20% dos votos.

Para eles, é relevante uma declaração de apoio da presidenciável do Partido Verde - integrante, ao lado de Dilma, do ministério do presidente Luiz Inácio Lula da Silva -, mas é mais importante convencer os eleitores de Marina de que Dilma é a candidata que tem mais afinidades com ela.

"A busca do apoio de Marina é importante, mas a busca dos eleitores de Marina é mais ainda. Neste momento, diálogo e humildade é importante. É uma nova campanha que se inicia. Vamos assumir compromissos", declarou o governador eleito do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB).

"Pela história da Marina, ela tem muito mais afinidade conosco que com o outro lado", afirmou o senador reeleito Delcídio Amaral (PT-MS). "A Marina não é nossa inimiga. Vamos conversar com os eleitores dela", declarou o senador reeleito Edson Lobão (PMDB-MA).

Nenhum comentário:

Postar um comentário